Dicas para viajar de carro com seu cachorro

1 Flares 1 Flares ×

Dicas para viajar de carro com seu cachorroJá cheguei à conclusão de que quem viaja muito deve evitar duas coisas: plantas e cachorros. Quando não há ninguém para dar uma passadinha na sua casa de vez em quando, as plantas são o maior problema. Elas aguentam bem um fim de semana, mas como deixá-las morrer de sede durante vinte dias, um mês? É por isso que seguro minha vontade de comprar mais um vasinho cada vez que vou ao supermercado. Já os bichinhos… Bom, depois que a gente se apaixona por um, não há mais como voltar atrás, ele realmente vira parte da família. Então a única saída é encontrar a melhor forma de levá-lo junto!

O Chivito completou 3 anos no mês passado e a primeira viagem de carro dele foi aos 3 meses. O coitadinho enfrentou quase 500 km no banco de trás do carro até a casa  da minha mãe quando era ainda um bebê e desde então temos tentado fazer com que as viagens para ele sejam o mais confortáveis e seguras possíveis. Já pesquisei bastante e também aprendemos muitas coisas na prática, então vou dar aqui algumas dicas que valem para todos que querem levar seus pets consigo. Viajar com cães pequenos é relativamente simples, desde que alguns cuidados sejam tomados. Então vamos lá: aqui vão as minhas dicas para viajar de carro com seu cachorro!

Legislação e segurança

Em primeiro lugar, é preciso pensar na segurança do cachorro e do restante da família e para isso é importante seguir a lei. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, conduzir animais nas partes externas do veículo (como caçambas ou com parte do corpo para fora da janela) é infração grave sujeita a multa  (art. 235). Além disso, se o motorista dirigir com o animal à sua esquerda ou entre os braços e pernas, estará cometendo uma infração média e também poderá ser  multado (art. 252).

Apesar de a lei não obrigar que os animais sejam presos em coleiras ou caixas de transporte, transportá-los soltos não é uma boa opção. Em caso de acidente, o animal seria arremessado do carro ou mesmo contra outras pessoas dentro do veículo. O ideal é transportá-lo no banco traseiro, principalmente se o carro possuir air-bag, pois seu estouro pode até mesmo matar o animal. Aqui vale a mesma regra do transporte de crianças. Caixa de Transporte

O cachorro solto representa ainda um risco na direção. Animais podem ser imprevisíveis, principalmente em situações estressantes, e podem pular no colo do motorista de repente. O melhor a fazer é evitar esse tipo de situação.

Existem as caixas de transporte, que  devem ter um tamanho suficiente para que o animal consiga ficar em pé e se virar e devem ser presas ao cinto de segurança do carro, mas eu sempre achei essa opção meio claustrofóbica. O que nos atendeu melhor foi o cinto de segurança para cães, que deixa uma margem para movimentação ao mesmo tempo em que os prende.

Cinto de segurança para cachorro

Temperatura no carro

É importante se preocupar também com a temperatura no interior do veículo. O calor excessivo pode trazer sérias consequências ao animal. Se possível, mantenha o carro ventilado e nunca deixe seu pet sozinho no veículo, para que ele não sofra os efeitos do superaquecimento.

Água e alimentação na viagem

água ao animal com frequência. Eu carrego garrafinhas de água no carro e também uma vasilha pequena para dar água a ele nas paradas e às vezes até mesmo com o carro em movimento.

Não é recomendável que o animal se alimente nas últimas horas antes da viagem e até uma hora depois, pelo risco de ele passar mal.

Só dei remédio ao Chivito em sua primeira viagem e foi a única vez em que ele vomitou. E ele não é um cachorrinho tranquilo, pelo contrário, não relaxa durante toda a viagem. Ainda assim prefiro não medicá-lo e  contornar a situação com paradas durante a viagem. De qualquer forma, nunca medique seu animal sem a indicação de um veterinário!

Paradas no caminho

Em viagens longas, faça parada regulares a cada duas ou três horas, pelo menos. O Chivito tem um “prazo de validade” de cerca de duas horas. Após esse tempo ele fica super chato e resmunga o tempo todo, mas uma breve caminhada já restabelece seus ânimos. Pode ser que seu cãozinho tenha um prazo de validade ainda menor, então fique atento aos sinais que ele emite.

Preocupe-se também com o local da parada. Dê preferência a postos com área verde, gramado, árvores, para que o animal faça um passeio mais relaxante. Mas seja educado! Não se esqueça de carregar sempre uma sacolinha para recolher o que ele deixar pelo caminho!

Você também ficará mais limitado, já  que geralmente animais não são aceitos dentro dos estabelecimentos, então o ideal são lanchonetes/restaurantes com mesas na área externa. Ainda é muito raro, mas já existem paradas na estrada com um espaço específico para  você deixar seu bichinho. Espero que essa idéia se popularize por aí!

Cantinho do Au Au

Canil

Dicas extras para você viajar de carro com seu cachorro

Mas todas essas dicas não garantem que sua viagem será um sucesso. Tudo dependerá do perfil do seu animal. Um cachorro bonzinho em casa pode ficar estressado durante uma viagem, por exemplo. O segredo é conhecer bem seu cachorro e descobrir como ele se comporta em uma viagem de carro. Comece com viagens mais curtas e vá testando a reação dele.

Além disso, a gente precisa descobrir como nossos bichinhos se comportam nos destinos, não só no caminho até lá. A personalidade deles pode fazer com que certos destinos não sejam apropriados. Eles podem até ser capazes de transformar uma viagem romântica em um desastre. Quer um exemplo? Então veja como o Chivito se comportou em Tiradentes! Foi cômico!

Para mais dicas de entendidos do assunto sobre como viajar com seu cachorro, não apenas de carro, leia também estes ótimos posts:

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 1 Flares ×

Continue Viaggiando:

53 Comments

  1. Ótimas dicas Camila! eu tenho dois cachorros e realmente precisa ter cuidado no transporte 😉

  2. Clarissa, tem que ter cuidado e paciência, né? Acho que só agora, depois de nem sei quantas viagens, é que o Chivito está acostumando. Mas vale a pena levá-los junto!!! 🙂

    Beijos!

  3. Adorei as dicas!

    A gucci, minha maltês adora viajar – acho que puxou a dona 🙂 – mas sempre no banco de trás. A idéia do cinto de seguranca é boa, vou adotar.

    Beijos

  4. Carol, agora a Gucci vai ter companhia no banco de trás, né? Ela vai ficar ainda mais feliz com a Martina do lado! 🙂

    Beijos!

  5. Priscila [Inquietos]

    Ótima matéria! Eu tb comprai um cinto de segurança para a Margot (e vai ser tema de um post no Inquietos) e usamos sempre, mesmo que seja dentro da cidade. É mais seguro assim.

    Sabe que eu descobri um restaurante na estrada para o litoral norte de Sp que tem uma área ótima para os pets? Me deu um branco agora, mas quaró eu lembrar eu conto aqui.

    Bjs pra vc e uma lambida pro Chivito.

  6. Primeiro, o Chivito é mesmo um fofo!!! Que vontaaaade de apertar!! 🙂 Ótimas dicas para quem tem um animalzinho, mas se eu ainda os tivesse, deixaria num hotelzinho mesmo.

    Sobre as plantas? Há tempos que só tenho as de plástico! E não são bregas não… rsrs

    Bjo

  7. Priscila, o cinto nos deixa muito mais seguros, né? Nada de cachorros pulando pelo carro! 😉 Ainda são poucos os lugares que possuem locais adequados para cães, mas acho que isso vai melhorar com o tempo e nossos bichinhos vão poder nos fazer mais companhia. 🙂

    Fê, ainda não encontramos um bom lugar para deixar o Chivito em Campo Belo, então as viagens estão mais limitadas. Já as plantas, coitadas, precisam aguentar uns dias sem água. hehe

    Beijos, meninas!

  8. Moro em brasília e estou indo para João Pesso uma viagem muito longa tenho uma cadela de um ano, ela ja está acostumada com carro mas será uma viagem muito longa é claro com muitas paradas mas gostaria de saber mais uma opinião ha riscos de doenças tipo hipotermia ou algo grave? mesmo tomando esses cuidados? esse cinto de segurança é dez funciona mesmo adorei!!
    (Isabela)

  9. Isabela, acho que tomando esses cuidados não há nenhum perigo. Paradas regulares, muita água e nunca deixá-la sozinho no carro! Ela vai ficar bem cansada, mas cuidando direitinho acho que vocês não terão muito problemas.

  10. ola camila adorei as dicas..me diz uma coisa..tenho uma cadela porte medio tamanho desses poodles medios sabe..e vamos no mudar pra campo grande/ms e moramos em canoas/rs estamos pensando em levar ela na cabine do caminhao que vai levar a mudança ai vamos junto pra passear com ela, será que pode viajar com cachorro na cabine do caminhao??e só com o cinto de segurança??
    bjs

  11. Nossa legislação de trânsito não exige que o animal esteja em uma caixa ou com cinto de segurança, mas é bom tomar as precauções que protejam o animal e também as outras pessoas no veículo. Por isso não é recomendável que ele viaje solto.

  12. Erico Ribeiro

    Muito obrigado, vamos fazer nossa primeira viagem com a Malu (poodle) de 6 meses, e será uma viagem longa, ou seja 1220 km, Fortaleza x Salvador. Suas orientações ajudaram muito. Obrigado Érico Ribeiro. erico.ribeiro@hotmail.com

    • Erico, com alguns cuidados e muito carinho a Malu fará uma ótima viagem! O meu Chivito já está super acostumado e não pode ver uma mala que já quer correr pro carro; 😉

      Boa biagem!

  13. Camila, caso vc algum dia esteja indo do RJ pra Cabo Frio ou Búzios, o Kiosque do Alemão é uma parada ótima pra bichinhos. Tem varanda, grama, bastante espaço e eles recebem super bem os pets.
    Abs,

    • Obrigada! É sempre bom saber os endereços que recebem bem nossos bichinhos. A viagem para eles (e para nós) fica muito agradável! 🙂

      • Boa noite, gostaria de saber se alguem tem informaçoes sobre entrar, de carro mesmo, com nossos caes no uruguai. Estou indo para punta del este no carnaval e como levo sempre meu lhasa apso comigo, gostaria que ele fosse junto tb. Se alguem tiver informaçoes sobre a possibilidade, se nao complicam e doccumentos necessarios……obrigada!!!

  14. Leticia Alves

    ola gostei das dicas camila mas ainda tenho uma duvida meu carro vai lotado o que eu faço pra viajar com meu cachorro com segurança?

    • Leticia, com o carro cheio você não poderá carregar seu cachorro no cinto ou em uma caixa de transporte, então acho que o que você pode fazer para aumentar a segurança de todos é evitar que ele tenha acesso aos bancos da frente e possa atrapalhar o motorista.

  15. Altere seu texto. Agora é obrigatório o uso de cinto de segurança ou caixa de transporte para animais.

  16. Patriciamarinhobarros

    Meu marido sera transferido para o pará ou amazonas, moramos em salvador, de aviao nao deixo ele ir, porque sera no porão do mesmo, e tenho medo que aconteça alguma coisa com ele, entao vamos trocar o carro por uma caminhonete cabine dupla, porque e maior e dara mais conforto para o meu simba, serao 7 dias de viajem, sera que vai prejudicar o meu pet?

    • Eu também não tenho coragem de deixar o Chivito viajar no porão. No carro a gente só tem que ficar atento às necessidades do cãozinho e protegê-lo, com o cinto de segurança, por exemplo. Acho que se você fizer as paradas necessárias, não deixar faltar água para o Simba e sempre que possível deixá-lo fazer atividades não terá problemas.

    • ola patricia vc falou que nao quer viajar com seu bichinho no porao ,mas tem companhia aeria que vc pode viajar junto com seu animal eles vao em bolsas ou caixas dependendo das empresa mas eles viajam juntos com seus donoseu mesmo tenho uma pet a meggie de 6 anos e sempre viajo pela tam com ela e pago uma taxa de R$90,00 pra ela ir comigo

  17. Olá, Camila, tudo bem?
    Parabéns pelo artigo e pelas dicas!
    Você já ouviu falar do http://www.aquipode.com ?
    É um site colaborativo com vários lugares, em várias cidades, onde é possível ir com cachorros. Vale a pena dar uma olhada!

    • Oi, Milena! Não conheço o site, vou dar uma olhada. Como nossos bichinhos não são aceitos em todo lugar, é sempre bom nos informarmos antes de sair de casa, né?

  18. Adorei as dicas eu tenho um cachorro e me preocupo com o bem estar dele quando viajo passo o tempo todo olhando pra ele se ele esta bem.Jandira

    • Jandira, você está certíssima! Temos que observar nossos bichinhos para ver se eles estão bem. Com carinho e alguns cuidados simples eles viajam em segurança. 🙂

  19. Sonialorenzatto

    CAMILA,TENHO UM YORKSHAIRE,ELE TEM 3 ANOS,MORO EM BELO HORIZONTE TO QUERENDO VIAJAR PARA O RIO GRANDE DO SUL SÃO 1600KM,ME DIGA O QUE VC ACHA DISSO, ELE N GOSTA DE ANDAR DE CARRO PENSO EM MEDICA-LO,N SEI SE EM HOTES ACEITAM ANIMAIS…ESTOU NUM DILEMA ,MAS N QUERO DEIXÁ-LO,ELE É MUITO AGARRADO COM A FAMÍLIA ,DORM NO MEU QUARTO…RSRSR

    • Sonia, a distância até que não seria um grande problema caso você fizesse as paradas necessárias ao longo do dia, mas o fato de ele não gostar de andar de carro é que complica. Eu faria alguns passeios mais curtos com ele primeiro, até que ele se acostumasse. Medicá-lo durante uma viagem tão longa talvez não seja recomendável. E, de preferência, reserve os hotéis antes de viajar, pois o risco de chegar a algum lugar e não encontrar um que aceite cachorros complicaria bastante a viagem.

  20. Muito bacanas as dicas!

    Parabéns pela iniciativa de ajudar àqueles que estão na dúvida em como levar nossos “filhinhos” nas viagens…

    • Obrigada, Juli! Nós também tivemos muitas dúvidas quando começamos a viajar com o Chivito, por isso quis compratilhar aqui um pouquinho do que aprendemos. 🙂

      • outra dica sao as cadeirinhas propias para tranportar o pet no carro, a meggie tem uma o bom e que a cadeirinha fica numa posição bem alta e abrindo a janela ele ficam com uma boa ventilaçao

  21. Muito legal esse artigo. Parabéns…

  22. Rosane Herrera

    obrigada,ótimas dicas para leva cachorro na viagem,me ajudou muito!

  23. Camila, uma dica para regar as suas plantas, ou melhor as raízes delas e não deixa-las morrer de sede é colocar garrafas pet, ou qualquer outra com água, enterrada a sua boca de cabeça para baixo, assim a medida que necessite elas vão puxando a água nas raízes e boa viagem

  24. Adriana Reis

    OLA BOA NOITE MORO NO RIO DE JANEIRO E GOSTARIA DE SABER SE POSSO VIAJAR COM MEU ROTIWALLER PARA VITORIA ES ELE TEM 4 MESES SE POSS O USAR SO ESSE CINTO DE SEGURANÇA AE QUE TA PRENDENDO ESSE LINDO CACHORRINHO

    • Oi, Adriana! Você pode usar sim. O cinto de segurança é adaptável ao corpo do animal, mas eu sugiro que você vá primeiro a uma loja para experimentar e ver se serve direitinho nele. Acho que o mais importante é você adaptá-lo a andar de carro primeiro, para que ele não estranhe muito a primeira viagem.

  25. Olá, Camila! Vc conhece algum site que dê dicas de destinos legais para levar cachorro? Tipo lugares com praias quase desertas, em que cães não sejam proibidos, etc… Obrigada!

    • Ana, a Jackeline Mota, do blog Viaje Sim, viaja muito com os cachorros dela, principalmente no RJ. Tem uma seção específica no blog sobre o assunto. Dá uma olhadinha, acho que você vai encontrar umas dicas interessantes: http://www.viajesim.com/categorias/viagem-com-cachorro

      • Eu tenho um Yorkschaire 9 anos, ele adora viajar, morro em SP e todos os anos vou ao Sul visitar parentes e ele vai comigo no bco traseiro é claro que paro de 2/2 horas para esticar as pernas minha e dele, são 1.200 km, geralmente vou direto, mas devido a minha idade 73 anos, no ano passado, parei para em Barra velha-SC num hotel que aceitou o meu cachorro, não me lembro o nome so sei ir la, ele não gosta de cinto, mas desta vez vou usar o cinto de segurança, pois é obrigatorio, não tem outro jeito. Juçara

        • Juçara, o cinto é recomendável não só para nossa segurança, mas principalmente para a do animal, pois qualquer freada pode ser perigosa para ele. O Chivito também não gosta de ir preso. Se ele pudesse, viajaria só na janela tomando vento na cara, mas é melhor protegê-los, né?

  26. Regina Elaine

    camila se no meu carro eu tenho 04 vagas e o motorista, então eu posso levar até 04 cachorro, ok!!! (BANCO DA FRENTE E TRES BANCOS DE TRÁS)

    • Regina, se a gente interpretar a lei, acho que sim, mas você tem que ver se um motorista com 4 cachorros no carro seria seguro. O meu cachorro não fica sempre tranquilo. Se pega sol nele, por exemplo, ele dá trabalho e acaba atrapalhando o motorista, desviando a atenção e prejudicando a direção. Com 4 pode ser ainda mais complicado. Acho que você precisa considerar esses fatores também.

  27. Adriana Cunha

    Adorei as dicas vou viajar esse fim de ano e nao sabia como levar meus dois amores sem ter que usar aquela caixa de transporte. obrigada 😉

  28. ola Camila.., pode levar o cachorrinho no colo do passageiro da frente??

    • Andreia, a legislação não é muito específica nesse assunto, mas no colo ele está solto, né? Além de não ser seguro pelo perigo de atrapalhar o motorista, no caso de uma batida ou mesmo de uma freada ele pode ser arremessado longe…

  29. J. Guilherme

    Camila, tenho um pastor suiço. Ele guentaria viajar se são paulo até a bahia ?

    • Eu não sou a pessoa adequada para responder sua pergunta, até porque minha única experiência é com o Chivito, um cachorro de pequeno porte. Recomendo que você converse sobre isso com um veterinário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *