198 Livros: Romênia – O Compromisso

0 Flares 0 Flares ×

198 Livros - RomêniaAh, o peso de um Nobel! Quando um escritor é muito conhecido a expectativa dos leitores aumenta e quando ele ganhou um prêmio como o Nobel a gente já começa a leitura esperando muito muita coisa, não é? Foi o que aconteceu quando escolhi ler Herta Müller para representar a Romênia no Projeto 198 Livros. A escolha já pode ser considerada controversa, afinal, apesar de ter nascido na Romênia, Herta Müller tem etnia alemã. O que mais importa: o local de nascimento ou o histórico familiar? Como é complicado o conceito de nacionalidade, ainda mais quando falamos da Europa no século XX! A verdade é que as guerras impossibilitam qualquer simplificação. Mas pelo contexto de suas obras eu achei que Herta Müller seria sim uma boa representante para a Romênia e para isso escolhi ler O Compromisso, livro dela publicado no Brasil que parecia tratar de um assunto relevante para o projeto.

Toda a história de O Compromisso se passa num curto espaço de tempo, cerca de uma hora enquanto a protagonista segue numa viagem de bonde rumo a mais um interrogatório. Ela nunca chefa atrasada a esse compromisso, pelo contrário, costuma chegar antes do horário marcado, sempre às 10h da manhã. Na véspera ela não costuma nem dormir, tamanha é sua ansiedade.

“Desde quando passei a ser convocada separo a vida da felicidade. Quando vou ao interrogatório, tenho de deixar a felicidade em casa.”

O Compromisso - Herta Müller

O livro se desenrola num fluxo de consciência e os momentos no bonde se misturam às lembranças da personagem, sem uma ordem cronológica ou um gatilho que desperte essas memórias. As cenas se alternam sem aviso prévio e só no final do livro a gente consegue organizar o punhado de peças soltas que ela lança para formar um panorama mais completo da situação. Então a gente percebe que foi feito um retrato da vida na Romênia comunista através do passado e presente da personagem.

Muitas das obras de Herta Müller descrevem a vida das minorias alemãs na Romênia no pós-guerra. A Romênia viveu sob um regime comunista de 1947 a 1989. Nicolae Ceauşescu governou o país de 67 a 89, quando foi condenado à morte por crimes que incluíam genocídio. Foram décadas de ditadura. Os opositores ao governo eram perseguidos, presos, executados. Em 1987 Herta Müller abandonou a Romênia e foi viver na Alemanha, denunciando perseguições que sofria em seu país.

Com o histórico de Herta Müller e com o Nobel que ela ganhou, eu tinha muita expectativa em relação a O Compromisso. Talvez eu tenha ido com muita sede ao pote, mas a verdade é que a leitura não foi tudo que eu esperava. Não é que eu tenha achado o livro ruim ou mesmo muito complicado. Eu gosto quando a história não nos é entregue de bandeja, quando temos que juntar as peças do quebra-cabeça aos poucos, mas nesse caso o livro não me ganhou. Fiquei esperando mais, achei a leitura arrastada. Sei lá, não consegui me envolver. Talvez seja uma questão de momento. Deixarei para me entender com Herta Müller em outra ocasião.

O Compromisso foi publicado originalmente em alemão, em 1997, e em português em 2004, pela Editora Globo. A tradução é de Lya Luft. O livro está disponível na Amazon.

Mais alguns livros de escritores romenos:

  • Agata Muriendo, Dora Pavel
  • The Farce, Carmen Firan

Saiba mais sobre o Projeto 198 Livros.

O post contém links para programas de afiliados. Leia a política de monetização do Viaggiando.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Continue Viaggiando:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *