O Mosteiro de Tatev e o maior teleférico do mundo, na Armênia

0 Flares 0 Flares ×

O roteiro de uma viagem à Armênia dificilmente será isento de uma série de mosteiros e igrejas, afinal, estamos falando do primeiro país do mundo a adotar o cristianismo. E o que não faltam são templos para contar essa história. Alguns são consideradas imperdíveis, cada um por um motivo diferente. Difícil é escolher quais visitar quando se tem pouco tempo para explorar o país, como era o nosso caso. Não tivemos tempo ou vontade de conhecer todas as atrações religiosas, mas na nossa lista de prioridades uma que não poderia ficar de fora era o Mosteiro de Tatev.

Mosteiro de Tatev

E o que é que tornava o Mosteiro de Tatev tão interessante e fazia valer a pena o deslocamento até Goris, no sul do país? (Se você está acompanhando meus posts sobre a Armênia, sabe que a viagem de Yerevan a Goris foi uma verdadeira aventura.) Dessa vez a grande atração nem era o mosteiro em si, mas a forma de chegar até ele: através do Wings of Tatev, o mais longo teleférico do mundo!

Wings of Tatev - O mais longo teleférico do mundo

WINGS OF TATEV

Se pesquisarmos pelo maior teleférico do mundo encontraremos outros por aí, mas parece que esse negócio de recorde tem tantas nuances… Só sei que o Wings of Tatev realmente tem um registro no Livro dos Recordes como “the longest non-stop double track cable car”, algo como o mais longo teleférico sem paradas do mundo. E ele é longo mesmo, com 5.752 metros de comprimento. Isso mesmo, quase 6 quilômetros! O trajeto dura 12 minutos e a paisagem é tão bonita que eu nem me importaria se demorasse um pouco mais.

Wings of Tatev

Wings of Tatev

Paisagem do Wings of Tatev

Paisagem do Wings of Tatev

O teleférico liga o vilarejo de Halidzor, a cerca de 20 km de Goris, ao Mosteiro de Tatev. Ele foi inaugurado em 2010 e desde então se tornou a forma mais fácil e mais pitoresca de se chegar ao mosteiro. Em seu ponto mais alto ele atinge uma altura de 320 metros acima do vale do Rio Vorotan. São duas cabines fazendo o trajeto em sentidos opostos e cada uma leva até 25 passageiros. A narração (em inglês e em outras línguas que desconheço) vai nos mostrando algumas peculiaridades do caminho, como as ruínas da antiga Halidzor, cachoeiras e despenhadeiros.

Ruínas da antiga Halidzor

Vista do teleférico para Tatev

Vista do teleférico para Tatev

Se for possível ficar na frente da cabine, aproveite para ter uma vista ainda mais fantástica! Quando o teleférico começa a se aproximar de seu destino final, começamos a enxergar o Mosteiro de Tatev, que parece incrustado na pedra, quase camuflado. Nós estivemos lá em abril e as montanhas ao redor ainda estavam cobertas de neve, deixando a paisagem ainda mais espetacular!

O Mosteiro de Tatev visto do teleférico

O Mosteiro de Tatev visto do teleférico

O site da Wings of Tatev traz todas as informações sobre preços, horários e dias de funcionamento do teleférico, além de diversas outras dicas para quem planeja uma viagem à Armênia. Vale a pena conferir!

O MOSTEIRO DE TATEV

Então chegamos ao famoso Mosteiro de Tatev, que valeria a visita mesmo sem a chegada cenográfica pelo teleférico. Ele entra na lista das atrações imperdíveis por sua importância na história armênia ao longo dos séculos e por sua localização, no alto de um penhasco e cercado por montanhas majestosas, o que garante um visual e tanto de qualquer ângulo que se olhe.

Mosteiro de TatevMosteiro de TatevMosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

A primeira igreja do Mosteiro de Tatev foi construída no século IX, mas a igreja católica armênia começou a instalar suas bases ali bem antes, no século IV, logo que o país adotou o cristianismo como religião de Estado. No lugar em que o mosteiro foi erguido existia um templo pagão na era pré-cristã. Entre os séculos XIV e XV o mosteiro abrigou uma das primeiras e mais importantes universidades da Armênia medieval. Em seu período áureo, em Tatev viviam mais de 600 monges. Em 1995 o Mosteiro e o vale do Rio Vorotan ao redor foram incluídos na lista de Patrimônio da Unesco. Eu não disse que ele fazia parte da história armênia?

Mosteiro de Tatev

Mosteiro de TatevMosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

O complexo do mosteiro é enorme: abriga três igrejas, bibliotecas, torres, dormitório dos monges, resquícios da antiga universidade, além do mausoléu de São Gregório de Tatev. Confesso que nós não nos interessamos em ficar esmiuçando esses cantinhos. Sabe como é, numa viagem longa as atrações começam a ficar meio repetitivas. Como o que mais vimos na Armênia foram igrejas e mosteiros, quisemos aproveitar o que era única em cada um. No Mosteiro de Tatev o que nos impressionava era o conjunto, não uma ou outra relíquia.

Mosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

Cruzes no Mosteiro de Tatev

Sem falar nas vistas. Além de todo o espaço aberto, as janelas e varandas do mosteiro davam acesso à linda paisagem ao redor. E estamos falando da Armênia, um país ainda desconhecido da maioria dos turistas, então na maior parte do tempo estávamos sozinhos apreciando cada canto e cada cenário.

Vista do Mosteiro de TatevVista do Mosteiro de Tatev

Vista do Mosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

Além dos poucos turistas, estavam lá o padre e algumas mulheres que provavelmente eram da região. Se eu fosse menos tímida, poderia ter tentado bater um papo com eles, mas a chance de que eles falassem inglês era pequena. Se você fala russo, as chances de conseguir conversar com alguém nessa região da Armênia aumentam bastante, pois a maioria das pessoas fala russo ainda hoje, décadas após o fim da União Soviética. Pedir que um turista fale armênio já seria demais, né?

Mosteiro de Tatev

Mosteiro de TatevMosteiro de Tatev

Mosteiro de Tatev

COMO CHEGAR AO MOSTEIRO DE TATEV

Nós fomos de táxi de Goris a Tatev, ou melhor, até a base do teleférico, em Halidzor. Pagamos 5 mil dram (em abril de 2015) pela viagem de ida e volta e o motorista ficou lá nos esperando. É meio difícil fazer a viagem de transporte público, pois os horários dos ônibus não são convenientes para o turista e costumam envolver uma noite no vilarejo de Tatev. A forma mais fácil de visitar o mosteiro a partir de Goris é mesmo o táxi.

Caso o teleférico não esteja funcionando ou você não queira utilizá-lo, pode chegar ao mosteiro de carro ou de ônibus ou até mesmo caminhando. Para quem tiver tempo e estiver viajando na época propícia, há trilhas na região que parecem interessantes.

Tatev fica a 250 quilômetros de Yerevan. Algumas agências oferecem o passeio de bate e volta com outras atrações no caminho, mas é bem puxado, pois de Yerevan a Tatev a viagem leva umas 4 horas. O passeio costuma partir de Yerevan de manhã e retornar à noite.

Eu achei melhor montar base em Goris. Gostei de conhecer a região e de quebra ainda visitamos Khndzoresk e sua incrível ponte suspensa. Quando o acesso a Goris a partir de Yerevan for melhorado, essa viagem ficará ainda melhor. Apesar da dificuldade de transporte, para mim o trio Goris-Tatev-Khndzoresk foi um dos pontos altos da nossa viagem pela Armênia.

Veja também:

Veja todos os posts sobre a Armênia no Viaggiando!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Continue Viaggiando:

2 Comments

  1. Luiz Marcelino

    excelentes fotos e esta ja esta no roteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *