Uppsala

0 Flares 0 Flares ×

UppsalaUppsala foi um bônus na viagem, já que não estava nos nossos planos originais. Ela apareceu nas nossas últimas horas na Suécia, quando a Laura e o Erik já estavam nos levando para pegar o barco em Estocolmo (nossos anfitriões eram ou não os melhores do mundo?). Paramos para almoçar lá na volta de nosso fim de semana em Norrland e deu para conhecer pelo menos um pouco da cidade. Como o tempo era curto, o passeio teve que ser rápido e superficial e vimos muita coisa apenas pelo lado de fora.

O passeio já teria compensado apenas por termos andado um pouquinho pela cidade. Eu sei que já estou sendo bem repetitiva, mas já que esse é último post sobre a Suécia, posso falar mais vez que todas suas cidades parecem ter saído de um conto de fadas, né?

Uppsala

Uppsala

UppsalaUppsala

Uppsala é uma cidade cheia de estudantes e por isso tem um astral um pouco diferente, mais jovem. A cidade sedia a universidade mais antiga da Escandinávia, a renomada Universidade de Uppsala, fundada em 1477 e que ainda hoje possui grande importância para o país. Uma de suas atrações  é a Biblioteca Carolina Rediviva, que abriga mais de 5 milhões de livros, mas da qual eu só vi a fachada.

Biblioteca Carolina Rediviva

Próximo à biblioteca está o Castelo de Uppsala (Uppsala slott). De lá é possível avistar o Jardim Botânico e o museu de Carl Linnaeus (Linnémuseet), ou Carlos Lineu, para nós. Se você tirava boas notas em Ciências talvez se lembre que foi ele quem inventou aquela historinha de classe, ordem, gênero, espécie… Eu sabia que conhecia o nome dele de algum lugar!

Jardim Botânico e Museu Carl Linnaeus

O Castelo foi originalmente construído pelo rei Gustav Vasa no século XVI e foi palco de importantes eventos da história sueca, como o assassinato de vários nobres acusados de traição pelo rei Erik XIV em 1567 ou o anúncio feito pelo rei Gustav II Adolf de que a Suécia participaria da Guerra dos 30 Anos.  Nos séculos seguintes o castelo foi expandido e remodelado, mas em 1702 foi praticamente destruído por um incêndio. Sua reconstrução levou vários anos.

Uppsala slott

Jardim do Castelo

Castelo de Uppsala

Castelo de UppsalaCastelo de Uppsala

Castelo de UppsalaCastelo de Uppsala

Mas a maior atração de Uppsala provavelmente é sua Catedral (Domkyrka), a mais alta da Escandinávia. Com quase 120 metros, é um daqueles prédios que a gente nunca consegue enquadrar inteiro numa foto, sabe? 😉 Sua construção durou mais de 100 anos e a inauguração ocorreu em 1435, quando ela ainda nem estava completamente terminada. De lá para cá, como geralmente acontece, a Catedral já foi reformada algumas vezes e hoje provavelmente é bem diferente de seu desenho original.

Até o século XVII a coroação dos reis suecos era feita na Catedral de Uppsala, quando então a cerimônia foi transferida para a Catedral de Estocolmo. Mas é lá que estão ainda hoje estão enterradas várias personalidades suecas, inclusive o mais famoso de seus monarcas, Gustav Vasa.

Domkyrka

Catedral de UppsalaCatedral de Uppsala

Catedral de UppsalaCatedral de Uppsala

Túmulo de Gustav Vasa

Para fechar o passeio com chave de ouro, almoçamos no charmoso restaurante grego Tzatziki, ao lado do Fyrisån, o rio que corta Uppsala.

Tzatziki

Tzatziki

Uppsala está pertinho de Estocolmo, a menos de uma hora de trem. Mesmo que a capital seja  cheia de atrações, a esticadinha compensa!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Continue Viaggiando:

10 Comments

  1. Muito lindo o lugar. O que me estranhou é que não se vê pessoas nas ruas, jardins da universidade e em outro locais. Fotos, como sempre muito bem batidas. Tenho acompanhado seu blog há muito tempo. Sou viajante através dos olhos dos outros. Abrs da mineira Maria Inês.

    • Maria Inês, realmente a cidade não estava lotada, mas acho que é porque a universidade é o que realmente movimenta Uppsala e quando eu estive lá as aulas ainda não haviam recomeçado. Mas sabe que eu prefiro assim? Aproveito muito mais os lugares vazios. 🙂

  2. Adorei o post! Vc não perde um detalhe! Na proxima vez vamos a Uppsala com mais tempo! Beijos

  3. Adorei ler os posts sobre a Suécia, me lembraram os livros do Stieg Larsson! Agora estou ansiosa pra ver suas impressões sobre São Petesburgo. Acho que vou pra lá em 2012. Estou começando a planejar e ainda não estou plenamente decidida (sozinha, na Rússia, sem saber nem ler o alfabeto?) Por via das dúvidas, já reservei hotel em Moscou e vou começar a ler sobre São Petesburgo…

    • Wanessa, São Petersburgo vai aparecer por aqui logo, pois nossa passagem pela Finlândia foi rápida, mas já posso dar uns pitacos nos seus planos. 😉 Aprender o alfabeto cirílico não é complicado e eu acho que vale muito a pena. Você aprende rapidinho! Acho que Moscou é muito mais complicada que São Petersburgo na questão da língua, então planeje com cuidado sua ida para lá que assim você tira São Petersburgo de letra. 🙂

      • Eu até já baixei uma App do alfabeto cirílico, porque essa dificuldade com a lingua é uma unanimidade. Mas estou tão empolgada com a idéia de ir à Rússia que acho que não conseguirei mais voltar atrás. Uma viagem pra lá soa como algo épico! Tenho 6 meses pra planejar tudo, vai dar tempo de me programar bem.

  4. Pensei ir a Upssala de comboio quando estivemos em Estocolmo, mas foi impossível porque todo o tempo foi pouco para aproveitar a capital!!
    bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *