A Volta ao Lago Llanquihue

0 Flares 0 Flares ×

Volta ao Lago LlanquihueSabe aquele ditado que diz que o caminho é mais importante que o destino? Pois eu nunca o achei tão verdadeiro quanto no dia em que demos a volta ao Lago Llanquihue. Se eu tivesse que elencar os passeios que fizemos no Chile, com certeza esse estaria entre os primeiros da lista. Há tanta coisa legal ao redor do lago e as paisagens são tão lindas que não dá para se contentar em conhecer apenas parte do repertório. Me perdoem aqueles que não gostam de rolar a página durante muito tempo, mas o post ficará longo. Serei obrigada a enchê-lo de fotos!

O ideal é alugar um carro para percorrer a região. O trajeto completo, incluindo os desvios, tem pouco mais de 200 km. Nós saímos de Puerto Varas por volta das 09h e chegamos de volta às 18h, mas acho que o ideal seria sair uma hora mais cedo para aproveitar tudo com mais calma e parar quantas vezes der vontade, sem medo de perder a hora.

SALTOS DEL RÍO PETROHUE

Para começar, pegamos a Ruta 225 rumo ao Parque Nacional Vicente Perez Rosales.  Nossa primeira parada foram os Saltos del Río Petrohue. Saímos um pouco antes da maioria dos ônibus de turismo e por isso um só grupo estava lá junto com a gente. Esse é mais um motivo para acordar cedo. Na entrada há um estacionamento (1.080 pesos) e o ingresso para os saltos custou 1.200 pesos por pessoa em fevereiro, mas parece que o preço já subiu (veja informações atualizadas aqui).

Depois de uma pequena caminhada por trilhas bem sinalizadas, chega-se aos famosos saltos, uma sequência de pequenas quedas d’água do Rio Petrohue. O que impressiona mesmo é a cor da água. Uma pena que o sol ainda não tinha atingido o rio quando chegamos lá e que nossas fotos não consigam retratar a beleza do lugar. Mas acreditem: é lindo!

Saltos del Rio Petrohue

Saltos del Rio PetrohueSaltos del Rio Petrohue

Os olhos só se desviam da água para contemplar o que está do outro lado: o vulcão Osorno, mais imponente do que nunca. Durante o passeio nós o avistamos de diferentes ângulos, mas a visão que se tem a partir dos Saltos del Río Petrohue é uma das mais impactantes. Tivemos sorte de estar lá em uma dia de céu límpido. Foi uma das imagens mais bonitas de toda a viagem!

Vulcão Osorno visto desde os Saltos del Río Petrohue

Vulcão Osorno visto desde os Saltos del Río PetrohueVulcão Osorno visto desde os Saltos del Río Petrohue

Andando mais um pouco pela área dos saltos, nos distanciamos da maioria dos turistas, que passam com pressa e apenas pelo ponto principal, onde ficam as passarelas de acesso. Chegamos a algumas pequenas lagoas de água cristalina ou esverdeada. E o rio continua correndo lá embaixo em meio às pedras. Vale a pena percorrer as trilhas secundárias e descobrir esses cantinhos mais isolados.

Trilhas pelo parqueÁgua super transparente

Diferentes tons de verde

Río Petrohue

Río Petrohue

LAGO TODOS LOS SANTOS

Depois de ficarmos embasbacados com a beleza da água do Río Petrohue, fomos até sua nascente, o Lago Todos los Santos. E então ficou explicado! De um lago assim não poderiam surgir simples corredeiras! Dele partem vários passeio de barco, longos ou curtos, inclusive o famoso Cruce de los Lagos Andinos, que combina trechos por água e por terra até Bariloche. O lago não era nossa prioridade, por isso apenas demos uma voltinha por lá e seguimos viagem.

Lago Todos los Santos

Lago Todos los Santos

Lago Todos los Santos

O Osorno visto desde o Lago Todos los Santos

LAGUNA VERDE

Voltamos à estrada principal e no caminho paramos na Laguna Verde. O lugar tem uma pequena estrutura e pode ser uma boa oportunidade para ir ao banheiro e dar uma relaxada, mas depois das atrações anteriores ela ficou até sem graça.

Laguna Verde

VOLCÁN OSORNO

A próxima parada foi o Vulcão Osorno. Seu topo atinge mais de 2.600 m de altura, mas é possível chegar de carro até a metade por uma estrada tortuosa, mas asfaltada e em ótimas condições. Só é preciso andar devagar e não se deixar distrair pela paisagem ao redor. Ao longo do caminho há alguns mirantes, de onde se avista uma sequência sem fim de montanhas e os vulcões e picos nevados nas redondezas.

Subindo o vulcão Osorno

Subindo o vulcão Osorno

Vulcão Calbuco

Vulcão Calbuco e Lago Llanquihue

O topo do Osorno, tão majestoso à distância, se escondeu durante quase toda a subida, mas quando chegamos ao fim da linha para os carros lá estava ele, em toda sua pompa. É possível subir ainda mais caminhando ou através de um teleférico, mas nós já tínhamos tido nossa cota de ascensões a vulcões naquela viagem.

O Osorno se revelando...

... e completamente revelado!

PUERTO OCTAY

O trecho seguinte foi o mais longo sem pausas, mas durante a maior parte do tempo estávamos cercados por paisagens de tirar o fôlego. Paramos em Puerto Octay, mais uma cidadezinha de colonização alemã às margens do Lago Llanquihue, mas ficamos um pouco decepcionados. Na entrada da cidade havia um pequeno posto de atendimento ao turista, mas ficamos um tempão na fila esperando o senhor terminar de conversar com umas pessoas, mas  demorava demais. Até tentamos ouvir o que ele dizia para já aproveitarmos as informações, mas eles não falavam de turismo. Já havia outra turista esperando na nossa frente, mas todos nós desistimos quando vimos que o papo ainda ia longe. Assim, acabamos andando um pouco pela cidade sem rumo. Pensamos em almoçar por lá, mas não encontramos nenhum restaurante. Também não vimos nenhum roteiro turístico, então só tiramos uma foto da igrejinha e seguimos em frente.

Na saída da cidade há um restaurante famosinho, o Rancho Espantapájaros. Nós chegamos até a porta, mas não era para nós, ou melhor, não era para mim. O forte do lugar é a carne de javali e não fazia muito sentido uma vegetariana que come pouco pagar 13.000 pesos por um menu em que a carne é a atração principal, né? Mas para quem é carnívoro eu acho que deve ser uma boa opção.

FRUTILLAR

Nossa última parada foi Frutillar, que por si só já vale a escapada de Puerto Varas. A parte turística da cidade parece cenário de um conto de fadas. Na avenida à beira do lago não faltam motivos para tirar a câmera da bolsa. No verão acontecem vários eventos musicais e o clima de festa atrai muitos turistas. Pensamos em almoçar por lá, mas chegamos meio tarde e comemos apenas algumas empanadas para enganar a fome, mas não deixei a sobremesa passar em branco. A escolha? Kuchen, é claro! 🙂

Teatro del Lago

Puntiagudo, Osorno e Cerro Tronador

Cenas de Frutillar

Cenas de Frutillar

La Casita del KuchenKuchen em Frutillar

O CAMINHO DA VOLTA AO LAGO LlANQUIHUE

Mas a grande atração do passeio realmente foi o caminho que percorremos. O trecho entre Las Cascadas e Puerto Fonk é especialmente belo. De um lado estava o lago, do outro o Osorno e entre eles fazendas que pareciam cenográficas. Flores e tratores antigos parecem estar estrategicamente posicionados para enfeitiçar quem passa por ali. Pena que não há acostamento e que são poucos os lugares para estacionar, então a maioria das imagens estão guardadas apenas na nossa memória. No início do trecho há alguns mirantes que me pareceram novos e a estrada estava sendo reparada em alguns pontos, então acredito que ela esteja sendo preparada para receber mais turistas.

Mirante na estradaPonte sem nome

O Osorno no nosso caminho......assim como o Calbuco

Na parte de cima do lago, mais ou menos entre Puerto Fonk e Puerto Octay, a estrada não estava muito boa e a região era bem rural, mas a paisagem às vezes nos fazia sentir na Toscana. Entramos nas cidadezinhas que à primeira vista pareciam ter algo de interessante, mesmo que para dar a volta no fim do caminho, mas fomos recompensados. Cada desvio escondia uma surpresa. E vou dar uma dica! No fim do trajeto (ou no início, caso você percorra o lago no sentido horário), pegue a estradinha secundária que liga Frutillar a Puerto Varas, passando por Totoral e Llanquihue. Só pegue a Ruta 5 quando não tiver outro caminho. A estradinha local é linda e super vazia. Prepare-se para ficar com a câmera fotográfica a postos!

Cenário?

Só pode ser cenário! - Quilanto

Paisagem típica

Se todas as estradas fossem assim...

Pela janela do carro

Perto de Totoral

Eu fiquei completamente apaixonada por esse roteiro e recomendo a todos que vão à região de Puerto Varas. Vimos alguns ciclistas na primeira parte do trajeto e fiquei morrendo de inveja. Percorrer a região de bicicleta deve ser um sonho! Juro que no fim do dia eu já queria repetir o passeio. Quando formos conhecer o restante da Patagônia, não custa dar uma escapadinha. 😉

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Continue Viaggiando:

46 Comments

  1. Mirellesiqueira

    Demais o post! Lindas as fotos e o seu texto desliza tão bem aos nossos olhos. Eu costumo dizer a mesma coisa para quem visita a frança: o melhor esta no caminho. alugar um carro e fazer esses trajetos acaba surpreendendo mesmo. agora, que cara mais mala o do posto de turismo hein?

    • Mirelle, sabe que eu acho que o problema do senhor foi o fato de ele ser atencioso demais? Ele estava tão disposto a atender bem as outras pessoas (acho que falavam sobre imóveis), que não teve coragem de encurtar a conversa. Uma pena, pois queríamos conhecer um pouquinho de Puerto Octay.

  2. Maravilha.
    Volto em Outubro p/ rever o Orsono ( Puerto Varas).
    Sucesso e Paz.
    Isaac

  3. Adorei Camila! As fotos estão lindas e você convida a gente pra ir, né? Ah os vulcões. Quero conhecer!
    Alias preciso ir pro Chile!

  4. Ainda to babando nas fotos desse post! Quando fui não tive tempo de dar a volta no lago, mas com certeza isso entrou pra minha lista, gosto demais do Chile!

    • Ana Carla, eu também adorei o Chile! O problema é que nem conheci tudo o que queria no país e agora ainda quero repetir os lugares que já visitei. 🙂

  5. Renata Inforzato

    Que lugares lindos!!!!! Vc fez bem em escrever bastante e colocar muitas fotos. Ficou muito bom. Ainda não conheço o Chile, mas já entrou para a minha listinha…

    bjs

  6. Olá! Estou adorando seu blog e toda sua experiência pelo Chile…agora em outubro eu e meu noivo vamos fazer o mesmo roteiro…queria saber quantos dias você passou em cada lugar (principalmente atacama e a região sul de Pucon e Puerto Varas) e como chegou a Pucon+Puerto Varas (de avião desde Santiago?)
    Obrigada!!

    • Carla, para o Atacama nós fomos de avião, mas para Pucón e Puerto Varas fomos de ônibus. Em Pucón e Puerto Varas ficamos dois dias e meio e no Atacama quatro e meio, mas se tivesse mais tempo teria adicionado pelo menos um dia a cada cidade.

  7. robertamaues

    Camila, este teu post medeu uma saudade enorme do Chile!!!! parabéns pela forma como escreve. É inspiradora!

  8. Cinthia S Marino

    Realmente, depois de 1 ano pelo Chile, arrisco dizer que esta foi minha região favorita.
    As paisagens são incrívreis. Lindas fotos!

    Aqui está nossa experiência por lá:
    http://www.chileparacriancas.blogspot.com.br/search/label/Sul

    Cinthia
    @chilecriancas

  9. Oi Camila, estou indo pra lá agora em julho e gostei desse passeio! Me diz uma coisa, vocês foram de carro, por conta própria? E para chegar nesse lagos, é fácil achar sem guia? Vocês alugaram carro em Puerto Varas mesmo?
    Agradeço desde já todas as dicas! 🙂

  10. Irei em Setembro/2013, Santiago-> Puerto Montt/Puerto Varas -> Bariloche -> Buenos Aires, vc tem notícias em relação ao ônibus que vai pra Bariloche? É confortável? É Seguro?

  11. Oi, você fez o passeio em volta do Lago em só um dia? Foi suficiente? Em Puerto Varas tem o que fazer?

  12. Oi, Camila!! Estou gostando demais de seus posts!! Eu e meu marido vamos fazer Pucón e Puerto Varas agora em outubro. Estamos pensando em alugar carro em Puerto Montt subir para Pucón e depois terminar em Puerto Varas!! E claro que quero subir o Villarica!! Apesar de estar morrendo de medo… Rsrs Em quantos dias vc fez esse trajeto?? Reservamos 8 dias, mas passeando mesmo só 6 dias… Será que dá?? Obrigada!!

  13. Muito bom o post! Faço questão de elogiar pois é atraves de vcs que conseguimos chegar lá menos “crus” e já vamos com as dicas certas!!! Parabens!! Onde vcs alugaram carro? Com o hotel ou por agencia? Já tinham fechado aqui do Brasil? Vou passar 3 dias lá e seguirei suas dicas!

    • Obrigada, Patricia! Nós alugamos o carro numa locadora pequena que ficava numa galeria no centro da cidade. Não lembro o nome dela, mas não recomendaria, porque o carro estava muito estragado. Recomendo que você veja o carro antes de alugar para não ter o mesmo problema que eu tive.

  14. Como vcs foram a Pucon? Eu vou estar em Puerto Varas, quero fazer a volta ao lago (cm vcs fizeram) e queria ir a pucon. cm vcs fizeram?

  15. Karoline Cornejo

    Olá Camila!
    Parabens pelo blog, estou gostando muito dos seus relatos e eles tem incentivado minha viagem!
    Queria te perguntar sobre saltos de Petrohue. Qual o melhor horario para tirar fotos por la? ouvi dizer que muito cedo o sol não bate nas aguas verdes e fica menos bonito. Quanto tempo é ideal pra conhecer este parque fazendo o passeio de barco que eles oferecem?
    Mais uma coisa, é possivel fazer o passeio de barco do Lago de todos os santos a qualquer hora? Pretendia fazer os dois passeios em 1 dia, Saltos de Petrohue e Lago todos los santos com tranquilidade.
    Obrigada!

    • Oi, Karoline! Eu não fiz o passeio de barco, então não sei te informar. Quanto às fotos, eu só sei como é no horário em que estive lá e como você pode ver pelas fotos, o sol realmente ainda não batia na água.

  16. Pessoal..vc acreditam que da pra fazer os saltos e rio petrohue, lago todos os santos (com passeio de barco) e osorno no mesmo dia? Estou com programação para 4 dias em puerto varas:
    Dia 1- conhecer a cidade
    Dia 2 -saltos rio petrohue , lago todos os santos com passeio de barco e osorno
    Dia 3- chiloe e pinguineras
    Dia puerto montt e frutillar e volta pra santiago a noite
    Vcs acham que está adequado e sem muita correria?
    Obrigada

  17. Leandro Madruga

    Que horas acabou o tour?

  18. Oi Camila, vou estar em Puerto Varas no inicio de janeiro e queria fazer esse tour pelo lago, mas a dúvida é se vcs alugaram o carro em Puerto Varas mesmo ou tiveram que ir a Puerto Montt?
    eu procurei mas não consegui achar nada falando sobre locação de carros em PV.

  19. Boa noite Camila, estou indo para o Chile no próximo mês, ficarei alguns dias em Santiago e depois vou a Pucón e Puerto Varas, onde ficarei 7 dias por lá.
    Quantos dias você recomenda ficamos em cada cidade (contando que um dia será de deslocamento)?

    Tentaremos subir o vulcão Villarica , e pensava que era interessante o passeio pelos Lagos (sem ir até Bariloche) mas lendo teus posts, já estou descartando esta possibilidade.

    Então, pela tua experiência, quantos dias você recomenda nestes locais?
    E sobre o passeio relatado neste post, foi feito em um único dia?

    Grato,

    Cristiano

    • O passeio foi feito em um único dia sim, Cristiano. Quanto ao tempo, acho que no mínimo dois dias inteiros para cada uma das cidades. É bom deixar um dia livre após a subida ao vulcão, para descanso. E há sempre a possibilidade de não ser possível subir no dia que você planejou por causa do tempo, então certa flexibilidade no roteiro pode ser útil também.

  20. adorei seu post Camila, parabéns! Tenho uma dúvida que é saltos del rio petrohue, lago todos los santos e volcan osorno ficam no parque nacional vicente perez rosales? Obrigada!

  21. Olá,
    Pretendo visitar o Chile em Abril desse ano!!
    Estou planejando visitar Pucon e depois Puerto Varas. Como fez para ir de Pucón a Puerto varas? O passeio para os saltos del Rio petrohue e para frutiilar dá para fazer em apenas um dia?

  22. Oi Camila, vc foi pra Pucon em qual mês?
    vou final de março e estou com dúvidas sobre que tipo de roupa levar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *