Berlim, a nova capital vegana

0 Flares 0 Flares ×

Houve uma época em que eu achava que passaria fome na Alemanha. Na terra da salsicha e do joelho de porco, o que uma vegetariana iria comer? Mas aí fui acompanhando um post aqui, outro ali e de repente percebi que a situação mudou. Eu tinha era que ir à Alemanha justamente pro causa da comida! Nas minhas pesquisas descobri uma Berlim Vegana que eu não imaginava que pudesse existir!

É cada dia mais fácil encontrar refeições vegetarianas e veganas mundo afora, mas alguns lugares se destacam nesse cenário e Berlim é um deles. São mais de 50 estabelecimentos veganos na cidade. Para conhecer todos que queria eu teria que passar algumas semanas por lá. Como eu não tinha tanto tempo, tive que me contentar com uma lista relativamente enxuta de lugares que eu gostaria de conhecer, mas chegando a Berlim descobri que a oferta era muito maior do que eu imaginava. Avisos de refeições ou produtos veganos estavam por toda parte!

Berlim Vegana Berlim Vegana

Mesmo nos restaurantes comuns era fácil encontrar opções vegetarianas e veganas devidamente informadas no cardápio, além de indicações de outras restrições alimentares e de alérgenos. E quase toda cafeteria tinha a opção de substituir o leite de vaca por algum leite vegetal, de soja ou castanhas. Achei ótimo, pois, apesar de (ainda!) não ser vegana, eu já não costumo beber leite de vaca.

Um exemplo é o Ost-West-Café (Brunnenstraße 53), que descobrimos por acaso num dia em que tomamos café da manhã nos arredores do Memorial do Muro de Berlim. Dentre os combinados de café da manhã havia uma opção vegetariana, que foi a que escolhi. Apesar de não haver um menu vegano pronto, era perfeitamente possível montar um com outros pratos disponíveis no cardápio.

Ost-West-Café

Ost-West-Café - Café da manhã vegetariano

Currywurst vegetariano

Mesmo o currywurst, a tradicional comida de rua de Berlim, já é facilmente encontrada em versão vegetariana (não tenho certeza se é vegana). Nem precisei procurar, o anúncio é que estava lá atraindo os consumidores vegetarianos. Comi a tal salsicha vegetariana com molho de tomate e curry no Curry 61 (Oranienburger Str. 6), mas não foi o único lugar em que a vi anunciada. E foi só mesmo para experimentar, pois esse tipo de comida não é lá meu preferido. Sem contar que eu estava com poucas semanas de gravidez durante essa viagem e comidas pesadas estavam me dando um baita enjoo…

Currywurst vegetarianoCurry 61

Currywurst vegetariano

Schivelbeiner Straße, a rua vegana de Berlim

Um lugar que eu fazia questão de conhecer era a tal da rua vegana de Berlim. Bom, não é nem exatamente uma rua, são só algumas lojas veganas enfileiradas em um quarteirão, mas é legal ver vários estabelecimentos assim juntos. A tal rua é a Schivelbeiner Straße e o trecho em questão fica entre a Schönfließer e a Seelower.

Lá a gente encontra a loja de calçados Avesu, a loja de roupas DearGoods, uma unidade do supermercado Veganz e dentro dele a cafeteria Goodies. Tudo vegano!

Rua vegana em Berlim

Estivemos lá pela manhã e as lojas estavam abrindo, por volta das 10h. Não entrei em nenhuma, até porque pela vitrine vi que as roupas e sapatos estavam fora do meu orçamento. O câmbio do euro na época também não ajudava… Sem contar que, como sempre, estávamos viajando sem despachar.

Avesu - Sapatos veganos

Avesu - Sapatos veganos

Dear Goods - Roupas Veganas

Fiquei maluca mesmo foi dentro do Veganz. Foi a primeira vez que entrei num supermercado dessa rede, que tem outras duas unidades em Berlim e outra em Praga. O Veganz é um verdadeiro paraíso para veganos! Um supermercado “de verdade”, enorme, onde dá para fazermos realmente uma compra de casa completa.

Veganz Berlim

Veganz Berlim

Veganz Berlim

O Veganz tem de tudo: alimentos secos e congelados, frutas e verduras, cosméticos, ração animal, suplementos e vitaminas, maquiagem… Uma perdição! Lá eu tive que me segurar, mas não resisti a chocolates e vitamina B12, bem mais barata do que encontro aqui no Brasil.

Veganz Berlim

Veganz Berlim

Veganz Berlim

Veganz Berlim

Outra perdição é a cafeteria Goodies, que fica na entrada do Veganz. Nós tínhamos tomado café da manhã fazia pouco tempo, então não estávamos com fome, mas experimentei uma torta, para não perder a chance. Vale a pena se programar para tomar café ou fazer um lanche lá.

Goodies no Veganz Berlim

Goodies no Veganz Berlim

Katjes Café Grün-Ohr

Outro lugar que encontrei por acaso, andando nos arredores do nosso hotel, foi o Café Grün-Ohr. Vi o “we love veggie” na fachada e entrei. O café é vegetariano, mas a maioria dos itens são veganos, com plaquinhas indicativas e preços evidentes. Eu fiquei perdida querendo experimentar tudo! Acabei me decidindo por uma torta deliciosa. O café é pequeno, com poucos lugares para sentar, mas muito bonitinho e aconchegante. Fica na Rosenthaler Str. 32, 10178. Mais informações no site (em alemão).

Katjes Café Grün-Ohr

Katjes Café Grün-Ohr

Katjes Café Grün-Ohr

Kopps

E agora chegamos à melhor parte desse post! O Kopps (Linienstraße 94) era o restaurante que eu mais fazia questão de conhecer em Berlim, acho até que mais do que qualquer atração, e quase perdi a chance por um motivo bobo: não fizemos reserva. Dica dada, não cometa o mesmo erro!

Kopps

Kopps

O restaurante abre todos os dias, com alguns menus especiais em horários específicos, mas aos sábados e domingos, das 9h30 às 16h, é servido um brunch por um preço fixo por pessoa (15 euros na data da publicação desse post). As bebidas não estão incluídas no valor, mas há um enorme bufê com comidas quentes e frias em que a gente se serve à vontade.

Brunch no Kopps

Brunch no Kopps

Nós só conseguimos uma mesa porque chegamos lá por volta das 10h30. Como não tínhamos reserva, teríamos que sair antes de meio-dia, que é quando começa o horário de pico aos sábados. Era tempo suficiente para nós, mas sugiro que você não dê a mesma bobeira e garanta seu lugar. A reserva pode ser feita pelo site (em alemão).

Brunch no Kopps

Kopps

O Kopps é lindo e o brunch é fantástico! Eu queria experimentar tudo, mas eram opções demais! Achei tudo, tudo mesmo, delicioso. Na parte fria tinha frutas, cereais, mingau, iogurte. Na outra parte ficavam os salgados e aí era uma perdição! Acho que meu prato preferido foi o tofu mexido. Eu voltaria a Berlim só pra ter a chance de voltar ao Kopps…

Brunch no Kopps


Esses foram os únicos lugares que tive a chance de conhecer, mas a lista de lugares que levei era bem maior. Vou compartilhá-la com vocês, mas deixando bem claro que conheci apenas esses que detalhei aqui em cima. Minha lista não é exaustiva, muito pelo contrário. Berlim tem dezenas de restaurantes veganos, mas eu marquei apenas os que mais me interessaram.

Não sei dizer quais estabelecimentos fecharam ou mudaram de lugar. Sugiro que vocês entrem nos sites ou, melhor ainda, nas redes sociais dos restaurantes para verificar informações atualizadas. Deixarei o link dos sites que eu encontrar. Outra boa opção é pedir para alguém no seu hotel ligar e verificar se o local está aberto, para não perder a viagem.

Ressalvas feitas, segue a lista:

  • Let It Be (creperia vegana)
  • Viasko (comida tradicional alemã em versão vegana)
  • Vöner (famoso kebb vegano)
  • Lucky Leek (restaurante vegano)
  • Pêle-Mêle (café vegano)
  • Vux (café vegano – acho que os donos são brasileiros)
  • Kék Ló (misto de café vegano e brechó)

Se você é vegano ou vegetariano e planeja ir a Berlim, vá sem medo! Esse post é apenas um exemplo do que você vai encontrar lá, mas o número de restaurantes ou pratos veganos disponíveis é muito maior do que mostrei aqui.

Tem mais alguma dica da Berlim vegana para compartilhar? Deixe aqui nos comentários! Eu vou adorar aumentar essa lista!

Veja mais dicas de restaurantes vegetarianos e veganos mundo afora aqui no Viaggiando!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Continue Viaggiando:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *