Páginas

198 Livros: Quirguistão

198 Livros - Quirguistão

Sei que a maioria das pessoas provavelmente nunca ouviu falar do Quirguistão. Isso não é nenhum pecado, afinal, qual contato temos com esse país tão distante? Para nós, todos os  países "stão" podem parecer os mesmos. Cazaquistão, Turcomenistão, Tajiquistão, Uzbequistão, Quirguistão… As montanhas ajudam a isolá-los do restante do mundo. Não sabemos o que os une ou o que os diferencia.  Suas fronteiras foram totalmente redesenhadas no último século. Tendo feito parte da extinta União Soviética, eles

Hospedagem no Sudeste Asiático

Hospedagem no Sudeste AsiáticoA maioria dos países do Sudeste Asiático são verdadeiros paraísos para mochileiros e viajantes econômicos. Quem não quer desembolsar muito na hospedagem encontra pechinchas que parecem impossíveis, mesmo quando convertemos os preços para nossa moeda. Os que se dispõem a gastar um pouco mais podem ficar em hotéis de luxo pagando bem menos do que no resto do mundo. Nós ficamos no meio termo: nada de perrengue, um mínimo de conforto, mas sem gastar muito. E nessa viagem foi fácil encontrar

198 Livros: Colômbia

198 Livros - Colômbia

Às vezes eu tento fugir dos estereótipos ao escolher os livros para o projeto, mas em outras eles me parecem até mesmo necessários. Como falar sobre o passado recente da Colômbia sem mencionar o narcotráfico? Para entender a Colômbia de hoje, não há como ignorar o assunto. Então aproveitei para ler um livro que já havia chamado minha atenção desde que li a primeira resenha sobre ele: O ruído das coisas ao cair, de Juan Gabriel Vásquez. Na verdade, eu li a versão original em espanhol, El ruido de las cosas al caer -- simplesmente

Pão de queijaria? BH tem!

Pão de queijariasHá algumas semanas, passeando pela Savassi, o nome de um novo estabelecimento me chamou atenção: A Pão de Queijaria. Para uma viciada em pão de queijo como eu, era um verdadeiro imã. Eu tinha acabado de almoçar, então não entrei, mas não sosseguei enquanto não voltei para conferir o cardápio. De lá para cá, pipocaram por jornais, blogs e revistas reportagens sobre o "fenômeno" das pão de queijarias em Belo Horizonte. É que nos últimos meses foram abertas aqui 3 lojas especializadas em pão de queijo. O que também chama

O rodopio dos dervixes em Istambul

Dervixes em Istambul

Pouca gente sabe, mas religião é um assunto que me interessa. Mas não sou nenhuma estudiosa, só uma mera curiosa. Na época da faculdade li alguns livros sobre religiões que me ajudaram a desfazer muitos preconceitos. A maioria eram leituras genéricas, como A Viagem de Théo, de Catherine Clément, e O Livro das Religiões, que tem Jostein Gaarder como um dos autores.  E foi em um desses livros que eu ouvi falar pela primeira vez dos dervixes. Desde então eu sonhava em vê-los de perto. Quando Istambul apareceu como uma

198 Livros: Antígua e Barbuda

198 Livros - Antígua e Barbuda

Na semana passada, a Claudia Carmello publicou um post no blog da ONG Garupa questionando o quão desvinculados os resorts all-inclusive são da cultura e da realidade local e o quanto isso pode ser nocivo para a comunidade. O texto é bem interessante e abordou alguns tópicos que me deixaram pensativa. Relembrei minha lua-de-mel em Punta Cana, uma viagem bem diferente das que costumamos fazer. Nossa intenção era apenas relaxar em frente a uma praia, livres de qualquer outra preocupação e isso nós conseguimos. Mas duas

Coimbra: com gostinho de quero mais

CoimbraQuando estávamos planejando a viagem para Portugal, a Margarida nos deu algumas dicas de roteiro. Não tivemos tempo para seguir todas, mas foi ela quem nos recomendou ir a Nazaré e Aveiro, por exemplo, duas cidades que eu adorei. Eu tinha planejado passar duas noites em Coimbra, mas ela, moradora da cidade, disse que seria muito e que um só dia seria suficiente para vermos o principal. Me desculpe, Margarida, mas terei que contar a verdade aos leitores do blog: você me enganou! Sua modéstia te fez subestimar o potencial

198 Livros: Espanha

198 Livros - Espanha

Quanto divulguei que havia sorteado a Espanha, tanta gente me indicou o mesmo livro que eu não pude ignorá-lo. Na verdade, já haviam me falado dele no início do projeto. E não foi uma só pessoa. Fiquei curiosa para saber que história era essa que despertava tanta paixão e foi assim que A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón, se tornou o 30º representante do 198 Livros. Confesso que costumo ter problemas com best sellers e uma certa tendência a implicar com eles, então eu imaginava que esse seria um caso de amor ou ódio.

Festival de Chocolate de Óbidos

Festival de Chocolate de ÓbidosEu juro que aconteceu por acaso! Eu não planejei estar em Portugal durante o Festival Internacional de Chocolate de Óbidos. Sei que quem me conhece vai achar difícil engolir essa, mas é a pura verdade. O máximo que eu fiz foi dar uma ajeitadinha no roteiro quando vi que estaríamos por lá no mesmo período, só para que estivéssemos em Óbidos durante o fim de semana,  que é quando acontece o festival. Nada mais! E isso não é nenhum pecado, é? Qualquer um, até os menos chocólatras fariam isso, certo? Afinal

198 Livros: Paquistão

198 Livros - Paquistão

O Paquistão foi mais um dos países que me deixou dividida por querer ler mais de um livro do país. Felizmente, o escolhido não trouxe arrependimentos. Moth Smoke, do escritor paquistanês Mohsin Hamid, é um livro que eu teria gostado de ler independentemente desse projeto. É uma história envolvente, tanto que a li de um dia para o outro, movida, em parte, pela curiosidade. O primeiro capítulo é narrado por um homem a partir de sua cela na prisão. O segundo capítulo traz seu julgamento e então descobrimos

Templos de Angkor: detalhes práticos

AngkorAntes de embarcar, a gente tem mil dúvidas. É tudo tão distante e diferente que é normal bater uma insegurança. Para piorar, há muitas informações desencontradas e sites desatualizados, mas a verdade é que viajar pelo Camboja e visitar os Templos de Angkor é mais simples do que a gente imagina. Mas tem gente que, como eu, gosta de planejar tudo tim-tim por tim-tim, então vou compartilhar alguns detalhes práticos que considero importantes sobre os Templos de Angkor e, principalmente, aqueles que me fizeram

198 Livros: Laos

198 Livros - Laos

Encontrar um livro do Laos não foi uma das tarefas mais fáceis até agora. Minhas pesquisas não me mostraram nenhum romance escrito por um autor local, o que não é muito difícil de entender, afinal, esse gênero literário é mais comum no ocidente. A língua também não é um facilitador, pois não devem existir muitos tradutores de laociano por aí. Muita gente me pergunta porque tenho lido tantos livros em inglês nesse projeto e a resposta é simples: porque não é raro que essa seja minha única opção. Se às vezes não