198 Livros: Afeganistão – Syngué sabour

198 Livros - Afeganistão

Era difícil escapar do clichê. O livro do Afeganistão seria triste e provavelmente falaria de guerra. Nem me dei ao trabalho de procurar outros temas, escolhi logo um livro que parecia ser bom e facilmente acessível e assim comecei a ler Syngué sabour – Pedra de Paciência, do escritor Atiq Rahimi. Foi uma ótima escolha. O livro conseguiu me mostrar diversas nuances da vida no Afeganistão de uma forma pouco convencional. Syngué Sabour – Pedra de Paciência, é uma pedra sagrada. Uma pedra negra “diante da qual a gente se lamenta por todas as

Leia mais

Hospedagem Santo Antônio

Hospedagem Santo Antônio

Todo ano o Eduardo e eu planejamos alguma viagem para comemorar nosso aniversário de namoro e casamento. Pois é, nos casamos no dia do nosso aniversário de namoro, o que torna a data ainda mais especial. Tinha que ser um destino memorável, afinal, estávamos comemorando 14 anos juntos e essa seria nossa última viagem antes da chegada do bebê. Com 28 semanas de gravidez, uma barriga enorme e muita falta de ar e cansaço, tinha também que ser algo mais tranquilo e de preferência perto de Belo Horizonte. Nossa escolha

Leia mais

198 Livros: Macedônia – The Last Summer in the Old Bazaar

The Last Summer in the Old Bazaar

Antes da minha viagem aos Balcãs, em 2014, eu queria ler um livro de cada país que iria visitar. Foram justamente os livros da Bulgária e da Albânia que despertaram minha vontade de conhecer a região e a colocaram na minha lista de prioridades. A curiosidade foi imediata, nas férias seguintes eu já estava lá! Só que dois desses países se mostraram desafios na literatura: Macedônia e Kosovo. Era mais fácil entender a situação do Kosovo, um país que ainda luta por ser reconhecimento e independência, mas nada também da

Leia mais

Trem noturno de Tbilisi a Yerevan

Trem de Tbilisi a Yerevan

Era mais que uma simples forma de transporte, era uma volta ao passado. A bordo do trem de Tbilisi a Yerevan nos sentíamos como se tivéssemos retornado ao tempo da extinta União Soviética. As cores da cabine, o corredor meio sombrio, a senhora que tomava conta do vagão, tudo nos remetia a algumas décadas atrás. Dava até para fingir que estávamos realmente em outra época, mas só até mexermos no celular, porque o wi-fi funcionando perfeitamente nos trazia de volta ao presente num segundo. Escolhemos fazer esse trajeto de trem por

Leia mais

198 Livros: Romênia – O Compromisso

O Compromisso - Herta Müller

Ah, o peso de um Nobel! Quando um escritor é muito conhecido a expectativa dos leitores aumenta e quando ele ganhou um prêmio como o Nobel a gente já começa a leitura esperando muito muita coisa, não é? Foi o que aconteceu quando escolhi ler Herta Müller para representar a Romênia no Projeto 198 Livros. A escolha já pode ser considerada controversa, afinal, apesar de ter nascido na Romênia, Herta Müller tem etnia alemã. O que mais importa: o local de nascimento ou o histórico familiar? Como é complicado o

Leia mais

O Mosteiro de Tatev e o maior teleférico do mundo, na Armênia

Mosteiro de Tatev

O roteiro de uma viagem à Armênia dificilmente será isento de uma série de mosteiros e igrejas, afinal, estamos falando do primeiro país do mundo a adotar o cristianismo. E o que não faltam são templos para contar essa história. Alguns são consideradas imperdíveis, cada um por um motivo diferente. Difícil é escolher quais visitar quando se tem pouco tempo para explorar o país, como era o nosso caso. Não tivemos tempo ou vontade de conhecer todas as atrações religiosas, mas na nossa lista de prioridades uma que não poderia ficar de

Leia mais

198 Livros: Guiné – O Menino Negro

198 Livros - Guiné

Dessa vez não precisei nem escolher, pois  quando se procura um livro da Guiné o nome de um escritor se destaca: Camara Laye. Felizmente O Menino Negro, sua obra mais emblemática, já foi publicada no Brasil. O livro é considerado um marco na literatura africana contemporânea, o primeiro a simplesmente revisitar a memória da infância do escritor em vez de atacar a colonização. Para entender o que isso significa, é preciso saber que o livro foi publicado em 1953 e que a Guiné só se tornou independente da França em

Leia mais

Cruzília e o Museu do Mangalarga Marchador

Museu Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador

A viagem foi decidida de última hora. Estávamos em Campos do Jordão e resolvemos voltar para casa pela Estrada Real, parando em todas as cidades possíveis no caminho e ficando nelas o tempo que cada uma pedisse. Sem guia ou roteiro, sem uma lista de atrações a visitar. E assim chegamos a Cruzília. Era um sábado à tarde e as ruas da cidade estavam bem vazias. Sem planos, demos uma volta de carro em busca de casarões antigos, de prédios que nos mostrassem que realmente estávamos na Estrada Real. Encontramos

Leia mais

198 Livros: Filipinas – When the Rainbow Goddess Wept

When the Rainbow Goddess Wept - Cecilia Manguerra Brainard

Se tem uma coisa que eu reforço a cada livro desse projeto que leio é o tamanho da minha ignorância. Algumas coisas que aprendo podem ser uma espécie de cultura inútil, mas tive uma surpresa, por exemplo, ao descobrir que as Filipinas foram colônia espanhola por mais de trezentos anos. Você sabia que o nome do país é uma herança dessa época, uma homenagem ao Rei Filipe II da Espanha? Eu não fazia ideia que um país asiático tão distante do nosso tivesse uma parte de sua história tão parecida com

Leia mais

Prados, mais uma apaixonante cidade da Estrada Real mineira

Prados

Quando eu descobri que existia a Estrada Real, meu sonho era percorrê-la de uma só vez. Eu imaginava uma viagem de pelo menos um mês num carro 4×4, um mapa na mão e muita poeira do lado de fora. Passada mais de uma década, esse plano nunca saiu do papel. A grande viagem não aconteceu, mas, em compensação, fizemos várias viagens curtas. Uma semana de férias aqui, uma escapadinha de final de semana ali e aos pouquinhos vamos conhecendo toda a Estrada Real, sem pressa. Eu achava que já tinha

Leia mais